As melhores chapinhas | Melhor Amiga

 
 

Confiança acima de tudo

 


As melhores chapinhas

Postado em 26 de junho de 2009 por sagostinho em Beleza

Cabelo com ChapinhaEm um país onde a maioria das mulheres tem cabelo crespo, um aparelho para torná-lo totalmente esticado não poderia mesmo deixar de ser um grande sucesso. Um dos serviços mais procurados nos salões brasileiros, a chapinha foi desenvolvida para alisar os fios com rapidez, sem a necessidade de química. Com a evolução da matéria-prima utilizada em sua fabricação, o equipamento, anos mais tarde, seria incorporado a técnicas de transformação e tratamento, como a escova definitiva e a cauterização.
Segundo Nilton dos Santos, gerente de desenvolvimento de produtos da Taiff, as primeiras pranchas chegaram ao Brasil na década de 80 e eram importadas da Itália. O tempo passou, o país passou a produzir suas próprias marcas e, agora, elas apresentam qualidade comparável às importadas. Há três anos, as chapas eram de alumínio brilhante com acabamento anodizado. Mas a cerâmica substituiu esse material. Ela desliza melhor e dá brilho. Ao contrário das pranchas tradicionais, os modelos com íons ajudam a fechar as cutículas, aumentam o brilho e evitam o efeito arrepiado.

chapinhaAqui vai a dica de algumas marcas mais vendidas.

Prancha Ceramic Infrared – Gama r$ 199,00

Prancha de Cerâmica – Bivolt – Taiff R$ 79,00

Prancha Alisadora Ceramica Ion HP – Bivolt – Gama Italy R$ 129,00

Prancha Wet Ionix Bivolt – Gama R$169,90

Prancha Ceramix Bivolt – Gama Italy R$89,90

Tão indispensável como ter uma boa chapinha e dominar a técnica, é contar com um protetor termoativado, para não deixar que a alta temperatura danifique o fio.

Como fazer uma boa chapinha:

Fazer o procedimento somente em cabelo limpo. “Também deve estar seco, para não fritar o fio”, diz o instrutor técnico Eduardo Alencar, da rede Walter’s Coiffeur, no Rio de Janeiro.

* Nunca passar a chapa sem fazer escova antes. “Facilita o deslizar”, diz Sérgio G. Além disso, funciona como um acabamento do brushing.

* Aquecer a chapa antes e dividir o cabelo em muitas mechas médias (nem finas nem grossas), após o brushing.

Cabelo com Chapinha 2* Começar o alisamento sempre pela parte de trás da cabeça, dos fios da nuca em direção aos do topo. Pressionar bem a chapa e puxar até as pontas.

* Iniciar pela raiz, com a mão reta e levantada. Quando estiver na metade do comprimento, abaixar a mão e soltar a mecha. “Previne que se formem ondas ou marcas no cabelo”, explica o cabeleireiro Sylvio Resende, de São Paulo.

* Se a prancha não tiver termostato (botão que regula o calor), será necessário ligar e desligar várias vezes o aparelho.

* Não passar duas vezes a chapa na mesma mecha nem parar o alisamento na metade.

* Na franja, usar a chapinha desde a raiz, em direção ao nariz. Evitar quebrar o pulso para não causar ondas.

* Nunca parar na metade da mecha, pois os fios podem ficar ressecados.

* Aplicar sempre um produto termoativado, que protege o fio do calor do instrumento. “Outra vantagem é que ele permite um efeito mais duradouro”, avisa Sérgio G.

* Dizer à cliente que utiliza a chapinha com freqüência que ela deve fazer hidratações periódicas, em casa e no salão, orienta o cabeleireiro Ricardo Maia, do Ricardo Maia Hair & MakeUp, de Brasília.

Seguindo essas dicas  seu cabelo ficará lisinho.

Boa sorte.

[Uol]