Você está aqui
Home > Casa > Dicas para receber bem os amigos em casa

Dicas para receber bem os amigos em casa

receber amigosFazer festinha em casa garante um encontro informal entre amigos – mas não deixa de dar trabalho a quem organiza o evento. Ainda assim, abrir as portas do lar para uma reuniãozinha simpática não precisa se transformar em um pesadelo. Quer provas? O Chic dá logo sete delas. A seguir, experts em receber bem revelam suas dicas para fazer uma baladinha caseira dar certo de um jeito prático, descontraído e bem educado.

. Sabe aquela história de fazer várias festinhas para diferentes grupos de amigos? Camila Cutolo, estilista da Maria Garcia, dá de ombros para a segregação e convida, de uma vez só, gente de tudo o que é turma de que faz parte. “Adoro ver tanta gente diferente conversando e se conhecendo – e às vezes migrando de um grupo para o outro”. Seu mais novo artifício para divertir os convivas é um… Karaokê. “Mas o barulho tem que acabar cedo, para não incomodar os vizinhos”.

. Quem sabe lidar bem com a vizinhança é a jornalista Adriane Hagedorn. “Deixo um vasinho de flor na porta avisando que haverá barulho”, conta. “Nunca tive reclamações”. Outras dicas que ela aprendeu com o tempo: deixar uma pilha de CDs à mão evita minutos perdidos procurando músicas durante a festinha. E rolos extras de papel higiênico e toalhas de mão, deixados à vista no banheiro, também garantem sossego.

. A decoração pode dar o tom certo ao evento. “Se é uma balada, espalhe velas pela casa e a festa está feita”, diz a arquiteta e florista Suzana Galvão. Seja prático: um arranjo de flores grande e central é uma escolha mais acertada do que vários vasos pequenos. “Se vai servir jantar, cuidado para que o enfeite não atrapalhe a visão dos convidados”. Outro alerta: flores com cheiro acentuado podem ser desagradáveis.

. Já pensou em escolher os comes e bebes por cores? Constance Zahn, que tem um blog especializado em casamentos, vale-se do truque para o decorar & servir. “O interior da minha casa é branco, então disponho na mesa sobremesas de um tom só, como o amarelo”, ensina. Exemplo: ela reúne quindim, macaron de maracujá, cupcake com cobertura amarela, marshmallow amarelo… “O efeito é bem legal”, diz.

. Lembra do tempo em que ligar a tevê durante uma festinha era indelicado? Pois a colunista d’O Estado de S. Paulo, Chris Mello, faz do monitor o astro dos eventos chez elle – só que é o do notebook, não da televisão. Esse instrumento de trabalho vai para o colo da anfitriã, que fica cercada de amigos, trocando de músicas e vendo vídeos no Youtube, que tal?

. A arquiteta Raquel Silveira adora dar festas que começam antes do anoitecer. “Marco as minhas para as 17h, aos sábados”. Não pense que é para garantir que a turma saia mais cedo. “Dessa forma, o convidado fica à vontade para ir embora na hora em que quiser; pode até aproveitar melhor o domingo. Mas a graça é que o encontro ganha vários turnos”, ensina.

. E os convidados fumantes? Com a nova lei, eles não vão poder fumar em lugares públicos fechados. Em casa, tá liberado. “Mas o ideal é que se providencie um ‘canto do fumódromo’ numa varanda ou perto de uma janela, com cinzeiro e mesa bem dispostos, no caso de um apartamento”, orienta Gloria Kalil. “Enquanto fumar não for crime, eles têm que poder fazê-lo em algum lugar”, completa.

[Chic]

Top
%d blogueiros gostam disto: