Você está aqui
Home > Beleza > Cinturinha de pilão

Cinturinha de pilão

Fallback Image

cinturinha de pilãoA cintura destacada teve seu auge na Era Vitoriana (1837 até 1901). Nessa época para conseguir modelar a silueta as mulheres eram literalmente amarradas. O espartilho fazia mal à coluna, deformava e impedia a respirar profunda, mas proporcionava uma cinturinha invejável.

Depois de inúmeras idas e vindas cintura fina está de volta. E com a vantagem que hoje os métodos para se atingir a silueta desejada são bem mais acessíveis e saudáveis.

O Pilates, por exemplo, trabalha com muitos exercícios que exigem bastante força da musculatura abdominal. “Através da combinação dos fundamentos do Pilates, como a respiração, posição da pelve durante a execução, os exercícios são potencializados. Com poucas repetições de cada exercício, mas com a execução correta deles consegue-se alcançar ótimos resultados. São muitos os exercícios que trabalham os músculos oblíquos do abdômen (laterais) e que podem ajudar a modelar a cintura. Além disto, a musculatura abdominal de forma geral trabalha auxiliando e estabilizando grande parte dos movimentos de Pilates, isto é, é recrutada a quase todo momento”, explica Ciça Bizinelli, personal trainer da Estética Los Angeles.

“Segundo Fernanda Fortes, fisioterapeuta da Estética Los Angeles, o que tem de melhor na Fisioterapia Dermato-Funcional para um remodelamento corporal é o Velashape. O tratamento consiste em uma combinação de técnicas que sincronizadas proporcionam um resultado mais visível em menos tempo do que os tratamentos já conhecidos no mercado. “O equipamento trabalha com terapias combinadas, onde a radiofrequência atua no estímulo de colágeno que dá firmeza à pele, a energia infravermelha estimula o metabolismo e aumenta o aporte de oxigênio no local. Já a sucção associada ao sistema de massagem aumenta o fluxo sanguíneo e linfático contribuindo para a eliminação dos edemas e sendo decisivo para o remodelamento da região”, explica. “A evolução do tratamento depende muito de cada paciente, para um bom resultado são recomendadas 12 sessões”, completa.

As profissionais alertam que tanto o tratamento estético quanto a atividade física são indicados após uma avaliação profissional e os seus resultados são potencializados se forem aliados a uma alimentação balanceada e realizados durante o período previamente estipulado. Então, faltando pouco tempo para o verão, agora é o momento certo para iniciar os cuidados com a cinturinha para exibi-la nos modelitos da próxima estação.

Na moda

Segundo o produtor de moda Victor Sálvaro, a cintura sempre foi privilegiada nas curvas de grandes divas do cinema desde a década de 30. Até Greta Garbo que apresentava uma estética masculinizada, tinha sua cintura marcada.

“Coco Chanel e Balenciaga valorizaram muito as cinturas nos anos 50. Nos anos 60 a cintura marcada foi abolida com vestidos trapézio ditados por Paco Rabane. Já nos anos 80 o visual academia voltava a mostrar as cinturas com cintos apertados e essa tendência também esteve presente nos anos 90, com Herve Leger que apresentou uma coleção de vestidos feitos em faixas coladas ao corpo”, conta.

“Para o próximo verão, saem as batas, inspirações dos anos 70 dos movimentos Peace & Love, Black Power – onde tudo deveria remeter ao conforto – para entrar as peças de cintura destacada. A cintura vem marcada no seu lugar certinho, no meio do corpo mesmo – nem muito baixa (anos 20) e nem muito alta (vitoriana)” explica o produtor.

[Toque Feminino]

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: