Você está aqui
Home > Gravidez e Bebê > Os problemas de quem respira pela boca

Os problemas de quem respira pela boca

Fallback Image

respirar 2Provavelmente se você é gestante, deve estar ouvindo constantemente dicas de outras mulheres, de seu obstetra ou de professores de educação física para dar bastante atenção à respiração. O que é perfeitamente compreensível, já que, apesar de ser um processo tão natural, é muito comum encontrar pessoas com dificuldades respiratórias e que respirem pela boca. E se há uma época na vida em que você precisa estar de bem com o inspirar e o expirar, é durante a gravidez, afinal na hora do parto, especialmente o natural, é o compasso respiratório que te ajudará a empurrar o bebê para o mundo exterior.

Cerca de 30% das crianças respiram pela boca e é exatamente nesta fase que os pais devem estar atentos e procurar cuidados para ajudar seu filho. O processo respiratório deve ser iniciado nas cavidades nasais, isto é, o ar deve ser inspirado com os lábios fechados. “Isto porque o ar, quando passa pelas cavidades nasais, é aquecido, filtrado e umedecido, chegando, então, à traqueia, brônquios e pulmões de maneira adequada. Caso isto não aconteça tanto crianças como adultos podem desenvolver vários tipos de problemas.”, explica o Dr. Marco Antonio Feres, professor de Ortodontia da Universidade Federal do Paraná.

Existem, por outro lado, vários fatores que podem causar distúrbios no mecanismo da respiração normal, fazendo com que a pessoa passe a respirar pela boca. Os principais problemas encontrados são as vegetações adenóides, os desvios do septo nasal e a rinite alérgica. Estes fatores perturbam a passagem do ar pelas cavidades nasais, causando o que se denomina “respiração bucal”.

Há diversos tratamentos, em variadas áreas de saúde para esse problema. Inicialmente, o médico otorrinolaringologista é consultado para orientar o paciente em relação à indicação de procedimento clínico ou cirúrgico. O ortodontista deve ser consultado em seguida, para controlar ou corrigir más posições dentárias ou esqueléticas. Há ocasiões em que o grau de severidade pode comprometer a forma das bases ósseas onde os dentes estão implantados. Em muitas situações há indicação de tratamento fonoaudiológico complementar para a correção do hábito vicioso.

Embora o tratamento ortodôntico de pacientes respiradores bucais seja mais facilmente realizado durante a infância ou pré-adolescência, a ortodontia atual tem permitido o acesso de adultos às mais modernas técnicas de tratamento, que alcançam ótimos resultados. Então, se você está grávida, ou pretende ficar, procure um otorrino e um ortodontista e verifique o que pode ser feito para deixar sua respiração preparada para a hora do parto.

[Gravidez Absoluta]

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: