Você está aqui
Home > Casa > Da casa da vovó para os lares modernos

Da casa da vovó para os lares modernos

Fallback Image

Com cores, assinaturas e diversos desenhos, o azulejo teve seu papel reformulado e se tornou uma ferramenta de decoração que está longe de ser antiquada

Repleto de cores, desenhos e formas. Ele é facilmente encontrado na casa da vovó. Fica lá… nas paredes e no piso do banheiro. O azulejo, material antigo nas casas, teve sua função e uso reinventados, no decorrer dos anos, para atender a outras necessidades. Com a criatividade é possível criar diversas opções de decoração para o uso do material e deixar os ambientes customizados. “O azulejo é um clássico. E clássicos dificilmente são substituídos, apenas reinventados”, confirma a arquiteta Marina Dubal.

A arquiteta explica como o azulejo pode ser um diferencial no projeto. “É importante que o profissional encontre um ponto especial, que valorize a arquitetura do espaço e reforce o ambiente com um toque de personalidade”, afirma. Marina também dá dicas de como o material pode ser bem utilizado para conferir charme ao ambiente. “Paredes inteiras, ou somente acima de bancadas, seja no lavabo, na cozinha ou até mesmo nas áreas mais nobres da casa. O charme fica por conta da composição do painel que remete à casa da avó, com formas geométricas pastéis ou florais, ou ainda no estilo português”, revela.

A estética do azulejo e a propriedade de ser facilmente lavável são fatores determinantes para que ele fosse levado para outros cantos da casa, além do banheiro. A composição de cores e desenhos oferecida por essa peça faz com que ela se torne uma opção de decoração, conferindo personalidade ao espaço. “A função do azulejo foi reinventada, levando-o para locais de protagonismo dentro da casa. Historicamente, já tivemos o uso do azulejo em painéis de destaque na arquitetura moderna de Niemeyer”, lembra Marina.

E engana-se quem tem a ideia de que azulejo é coisa só de antigamente e que foi feita para ser utilizada apenas no banheiro. Marina defende essa peça como forma de decoração e explica: “Cabe ao profissional inovar e buscar valorizar esse material através de um projeto que integre e abrigue o azulejo em uma proposta ousada, desde o conceito até a fase final de adornos e decoração”.

De fato, o azulejo deixou o papel de coadjuvante e vem sendo utilizado cada vez mais. Portanto, basta usar a criatividade para saber mesclar suas cores e formas da maneira adequada e usufruir de toda a beleza desse material

Nesta perspectiva é possível se ter um exemplo de como o desenho e as formas geométricas do azulejo pode personalizar o ambiente

Ao fundo, os azulejos colorem o painel acima do lavabo e destoam como elemento de decoração no espaço

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: