Você está aqui
Home > Atividade Fisica > Saiba o que a aula de Power Jump pode contribuir para o corpo esguio

Saiba o que a aula de Power Jump pode contribuir para o corpo esguio

Fallback Image

Os movimentos em cima do mini trampolim aliam drenagem linfática, resistência e movimentos de alta contração dos músculos das pernas, além de promover uma perca de 700 k/cal em 1 hora. Comparado com massagens corporais, a aula de Power Jump traz melhores resultados. Isso porque a massagem não provoca a contração voluntária dos músculos, ao contrário do exercício físico que realiza uma contração gerada pelo próprio músculo em atividade.

A forma mais conhecida de incentivar a drenagem linfática é a massagem. Por meio da palpação, garante um sentido de compressão na musculatura que atinge os vasos linfáticos, fazendo com que seja gerada uma linha ascendente da linfa por meio dos vasos, o que diminui os índices e acúmulos desta excreção. Já durante os movimentos do Power Jump, os saltos em mini-trampolins geram uma grande contração dos músculos dos membros inferiores, gerando ao redor dos vasos linfáticos uma compressão capaz de provocar uma curva ascendente muito maior do direcionamento da linfa para a bexiga. Isto explica o desejo em urinar logo após a aula. Cada aula tem a duração de 60 minutos, e cerca de 500 a 700 calorias são eliminadas.

Como resultados comprovados da prática do Power Jump, o treinador Sandro Costa da Body Systems destaca a desobstrução da corrente sanguínea, combate a edemas e auxílio aos gânglios na excreção das toxinas por meio dos órgãos responsáveis: rins, intestinos e glândulas.

“A linfa é o resultado de um sistema de filtragem do sangue que ocorre nos gânglios, responsáveis pelo sistema de defesa natural e que produzem um líquido formado por proteínas e toxinas, expelidas do corpo por meio do sistema linfático. Este processo pode ser lento ou dificultado por fatores como maus hábitos alimentares, sedentarismo, stress e acúmulo de ácido lático”, explica Sandro.

* A aula é contra-indicada a gestantes, pessoas com labirintite não medicada e praticantes que apresentam grandes instabilidades nas articulações dos membros inferiores – tornozelos, joelhos e quadril.

Benefícios:

– Eliminação dos ácidos láticos

– Desintoxicação dos tecidos

– Modelagem da gordura localizada

– Quebra de fibroses e celulite

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: