Você está aqui
Home > Gravidez e Bebê > Manchas na pele durante a gravidez

Manchas na pele durante a gravidez

Fallback Image

Durante a gestação, a pele indica as profundas modificações que ocorrem no organismo materno. Embora sejam reações fisiológicas normais do organismo, podem causar descontentamento em algumas gestantes. Afinal, as alterações pigmentares (manchas na pele) podem acometer até 90% das grávidas. “Elas se apresentam com formas e localizações variáveis, devido à elevação de alguns hormônios”, explica a dermatologista Vanessa Penteado, Diretora Médica da Clínica Pantheon.

O distúrbio de pigmentação mais frequente da gravidez é o escurecimento da linha média abdominal, formando uma linha escura vertical no centro da barriga. Mas, outras áreas do corpo podem escurecer como a fronte, o nariz, as axilas, a face interna das coxas e períneo, a aréola mamária e cicatrizes, além das sardas. Geralmente as manchas começam a desaparecer cerca de três meses depois do parto. Por isso, não é indicado utilizar despigmentantes durante a gravidez e a lactação.

Vale destacar que a exposição ao sol contribui para deixar as manchas mais escuras. Portanto, aplicar protetor solar todos os dias, mesmo em dias nublados e durante o inverno, é fundamental. Porém, qualquer produto, em geral de uso tópico, somente deve ser aplicado com a orientação de um dermatologista. Isso é importante porque alguns produtos incluídos em cremes dermatológicos não podem ser usados durante a gravidez. Há ainda os chamados cosméticos de camuflagem, que podem mascarar as manchas. Em geral, são apresentados em forma de gel, feitos à base de lipossomas.

O médico também precisa se consultado caso a grávida esteja tomando algum medicamento, pois certas fórmulas devem ser suspensas quando surgem as manchas. Além disso, sabonetes e cosméticos podem irritar a pele e agravar o problema. Neste caso, o uso deve ser suspenso. Vale lembrar que o uso de anticoncepcionais não deve ser reiniciado se a mancha ainda existir, assim como os cuidados com o sol precisam ser redobrados.

Se as manchas não desaparecem totalmente pós-parto, o dermatologista poderá indicar um tratamento com produtos de aplicação tópica que, deverão ser usados todos os dias, inclusive por um período após o desaparecimento das manchas.

Fonte – Médica Dermatologista Vanessa Penteado, Diretora Médica da Clínica Pantheon.

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: