Você está aqui
Home > Saúde > Brasileiro não protege os olhos do sol, diz estudo

Brasileiro não protege os olhos do sol, diz estudo

olhos-sol

Mais da metade dos brasileiros desconhece os riscos de expor os olhos ao sol sem proteção. Óculos escuros sem filtro solar prejudicam mais a visão que a falta deles.

O brasileiro ainda desconhece os riscos de expor os olhos à luz solar sem proteção. Um levantamento feito por Leôncio Queiroz Neto, oftalmologista do Instituto Penido Burnier, de Campinas, com 223 pacientes com mais de 50 anos, mostra que mais da metade deles, 57,6%, não sabe quais os danos que a radiação ultravioleta (UV) causa à saúde ocular. Já quando o assunto é proteção da pele, 70% dos entrevistados afirmaram que usam filtro solar para evitar câncer.
Do total de pacientes ouvidos, 42% afirmaram usar óculos com lentes corretivas para corrigir problema de refração – miopia, hipermetropia ou astigmatismo. Sete em cada 10 óculos de grau dos participantes não tinha filtro UV que protege os olhos da radiação solar. O médico destaca que a falta de filtro nos óculos escuros aumenta o risco de ceratite, catarata precoce e degeneração macular relacionada à idade. Isso porque, no escuro as pupilas dilatam e uma quantidade maior de radiação UV penetra nos olhos..
Efeito cumulativo
Queiroz Neto afirma que o sol tem efeito cumulativo sobre os olhos, ou seja, as doenças só aparecem com o tempo. O único efeito imediato, ressalta, é a fotoceratite que tem como sintoma a sensação de areia nos olhos. Geralmente desaparece espontaneamente quando a pessoa permanece distante do sol, mas provoca a perda de células e pode causar cicatrizes na córnea que comprometem a visão.
A catarata, maior causa de cegueira tratável no mundo torna opaco o cristalino, lente do olho que focaliza as imagens na retina. O especialista diz que normalmente atinge pessoas com mais de 60 anos, mas a radiação solar antecipa a doença do mesmo jeito que forma rugas na pele mais rapidamente. Resultado – A visão inicialmente embaçada pode evoluir para a completa cegueira. Segundo Queiroz Neto o primeiro sinal da catarata é a troca frequente do grau dos óculos.
Já a degeneração macular relacionada à idade, afirma, são lesões na mácula, região central da retina responsável pela visão de detalhes. A doença é a principal causa de cegueira definitiva do mundo.
Evidências
O especialista lembra que um levantamento feito nos Estados Unidos com 834 remadores que passaram a maior parte da vida com os olhos expostos constantemente ao sol sem proteção, mostrou que 30% deles (250) tiveram diagnóstico de catarata por volta dos 50 anos.
“Embora não exista comprovação científica relacionando estes casos de catarata dos remadores à exposição solar, os indícios são bastante fortes já que os danos provocados aos olhos pelos raios solares não acontecem do dia para a noite”, avalia.
Para o médico, outra evidência do prejuízo à visão decorrente da exposição ao sol é o resultado de alguns estudos populacionais realizados em regiões rurais. No campo a catarata geralmente aparece mais cedo porque as pessoas ficam diariamente expostas ao sol sem qualquer proteção”, comenta.
Óculos de grau com filtro UV
Muitas pessoas, destaca, ignoram que os óculos de grau podem ter lente com proteção UV e que os óculos de sol podem ter grau. “O filtro que protege os olhos da luz solar nas lentes corretivas é uma película incolor que escurece quando exposta ao sol”, explica.
A recomendação é usar diariamente óculos com filtro solar inclusive no inverno, afirma. Para quem não gosta de usar óculos escuros a dica é proteger os olhos com boné ou viseira que embora não tenham a mesma eficácia das lentes com filtro solar, reduzem a exposição.
Outras doenças
A radiação também pode ocasionar manchas de senilidade e até câncer nas pálpebras. Os óculos com filtro solar funcionam como uma barreira física que protege a região dos olhos. Outra doença bastante comum em pessoas que trabalham exportas ao sol é o pterígio. O especialista explica que por um mecanismo natural de defesa é formada uma membrana que cresce sobre a conjuntiva e que é confundida com catarata pela população. O tratamento inicial é medicamentoso, mas conforme a doença evolui exige remoção cirúrgica.

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: