Você está aqui
Home > Relacionamento > A necessidade de se usar a inteligência emocional

A necessidade de se usar a inteligência emocional

Fallback Image

Não é de hoje que se equipara a importância das habilidades à inteligência emocional como capacidade profissional. As empresas a implantaram como um dos quesitos primordiais para a conquista do sucesso. Tanger emoções em prol da realização pessoal, hoje, tornou-se, item curricular. Muitos especialistas no assunto ditam que o autoconhecimento é uma das ferramentas de maior relevância para o desenvolvimento do intelecto, equilíbrio emocional, tomada de decisões seguras no mercado de trabalho, através do domínio do raciocínio e das emoções. Da mesma maneira que o desenvolvimento do QI e das aptidões praticas requerem treino e perseverança, a amplitude emocional pode e deve ser tratada com os mesmos princípios. Através do autocontrole e direcionamento objetivo do pensamento conectado à emoção, conseguimos automatizar hábitos que nos levam a tracejar caminhos corretos e eliminar aqueles que não são tão produtivos.

Segundo psicanalista e consultor de empresas Osório Roberto dos Santos um dos diretores do Espaço terra a inteligência emocional pode resultar em relacionamentos grupais mais eficazes, uma vez que a “otimização” emocional de cada um implica na melhor distribuição de talentos dentro da empresa, o que revigora também a vida pessoal de todos os envolvidos. “A legitimação de um líder, portanto, está muito mais diretamente ligada à QE (inteligência emocional) do que ao QI, pois é da perfeita capacidade de coordenação, persuasão, articulação e inspiração que saem as principais metas de liderança”, explica o psicanalista.

Treinamentos, bonificações, palestras e o contato direto com os processos, ajudam no desenvolvimento dessas premissas. Alguns lugares especializados têm métodos práticos e pensados especialmente para desenvolver e estabilizar o emocional com o intelectual. O Espaço Terra é um empreendimento voltado a esses treinamentos que utilizam como base de progressão procedimentos específicos e complementares. Assim, através da retomada de atividades simples, mas que hoje para a maioria das pessoas viraram ações complexas e retrogradas, busca-se inserir executivos em um meio que, por ser diferente e não inerente à realidade de muitos deles, ajudam no desenvolvimento, progresso e equilíbrio dos funcionários.

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: