Você está aqui
Home > Turismo > Reaberta via férrea Cuzco – Machu Picchu

Reaberta via férrea Cuzco – Machu Picchu

Fallback Image

Ferrocarril Transandino S.A. (FTSA), concessionária do transporte ferroviário no sul e sudeste do Peru reabriu a via férrea que liga Cuzco ao povoado de Machu Picchu na sua totalidade.

Os trens já operam normalmente, mas com algumas restrições de velocidade a partir das estações de Cuzco, Poroy e Ollantaytambo durante os primeiros três meses. A medida, aliás, já era adotada antes do transbordamento do rio Vilcanota – ocorrido no final de janeiro deste ano -, e servirá ainda para assentar a nova via.

Lembrando que desde o dia 29 de março, após dois meses intensos de trabalho, a concessionária havia terminado a reabilitação do trecho entre Piscacucho (km.82) e Machu Picchu (Km.110), permitindo a retomada das operações ferroviárias para a cidadela a partir da estação temporária de Piscacucho.

MACHU PICCHU E O CAMINHO INCA

O Santuário Histórico de Machu Picchu tem uma área protegida de 38.448 hectares de extensão e abriga 34 grupos arqueológicos interconectados pelo Caminho Inca, entre os quais se encontra a cidadela de Machu Picchu.

Confira os lugares mais interessantes deste misterioso destino:

Intipunku: É a “Porta do Sol”, em Quechua, e constitui a entrada de Machu Picchu através do Caminho Inca. Chegar a ela antes do amanhecer para contemplar como a cidadela Inca vai aparecendo enquanto a neblina se espalha é um espetáculo emocionante.

Mirante do Putucusi: Sob Machu Picchu Povado se levanta a montanha de Putucusi, de onde, do cume, se domina o cânion do Vilcanota e a cidadela de Machu Picchu.

Wayna Picchu: O guardião eterno do Santuário, significa “Montanha Jovem” em Quechua e se ergue imponente dominando a cidadela Inca. Subir até o topo é outra experiência inesquecível.

Wiñayhuayna: Significa “Para sempre jovem” em Quechua e é talvez a mais formosa construção do Caminho Inca.

Similar Articles

Acima