Você está aqui
Home > Relacionamento > Pare de sabotar seus relacionamentos

Pare de sabotar seus relacionamentos

Fallback Image

No divertidíssimo filme “Como Perder um Homem em Dez Dias” (2003), dirigido por Donald Petrie, a protagonista Andie Anderson faz de tudo para sabotar o seu recente namoro com o bonitão Bem Barry. Ela pega no pé do cara, leva samambaias para a casa dele, atrapalha o jogo de pôquer com os amigos, compra um cachorrinho monstrengo que adora fazer xixi em sua mesa de bilhar etc. etc. Problemas com a autoestima? Medo de ser feliz no amor? Não, não. O objetivo era incrementar uma matéria sobre o assunto. Mas, e nós, seres humanos não-hollywoodianos? Por que vivemos tentando sabotar as nossas relações?

A psicóloga e professora universitária Luiza Ricotta, autora do livro “Quem Grita Perde a Razão” (Editora Ágora), dá uma boa pista: “Sabotar implica ir contra algo, e o pior, contra si mesma. Isso significa que terá que administrar as situações difíceis que produziu. São pessoas que não aguentam manter um vínculo que tenha equilíbrio e satisfação, principalmente se nunca tiveram algo significativo e valoroso antes” publicou o site Estilo Uol.

Para a especialista, algumas pessoas com autoestima baixa tendem a não acreditar que possam se relacionar de forma satisfatória quando estão com alguém interessante e ainda possam ter seu valor reconhecido, tanto para o seu próprio parâmetro, como perante os outros (familiares e amigos).

Ricotta afirma que essas pessoas parecem duvidar de que sejam capazes de despertar o interesse de alguém tão especial, como se não fossem merecedoras de algo bom. Utilizam o recurso do boicote, que acontece por meio de suas próprias ações, para produzir efeitos negativos, que tendem não só dificultar como trabalhar para o seu rompimento.

”De algum modo, aquele que sabota faz aparecer a figura do terrorista, que aterroriza a própria vida com o objetivo de manter-se na posição daquele que não consegue estabelecer um vínculo gratificante, que poderia ter acontecido caso não colocasse tudo a perder”, completa Ricotta.

Você está sabotando o seu amor quando:

Cria obstáculos para o entendimento.

Imagina o que não aconteceu, como quem está procurando algo…

É volúvel.

Testa a paciência do companheiro.

Deseja ter limites, pois, com o ato de boicotar, você sempre acaba na pior e se vê justificando depois a posição que está acostumada a ter: de ser sozinha, de manter a fama de briguenta, de manter o alto nível de ciúmes, de fantasiar que será trocada por outra etc.

Mantém uma posição padrão no relacionamento, ou seja: que se repete.

Você é do tipo que gosta de explosões, um modo de rebaixar a qualidade do vínculo. E de obter de forma equivocada e distorcida uma espécie de resposta quanto ao interesse do outro manter o relacionamento. É um tipo de teste com a finalidade de se sentir querida e em evidência.

Forja situações, criando dificuldades com o parceiro.

Nutre o fracasso no relacionamento.

Calma. É difícil alguém se comportar dessa maneira propositalmente. São atos inconscientes, mas que ao serem postos em prática tornam-se deflagrados, sem qualquer tipo de dúvida.

Dica

Ao verificar as frequentes queixas do seu parceiro, comece a refletir sobre exageros e situações em que poderia ter lidado de outra forma. Em relacionamentos saudáveis, as pessoas são flexíveis diante das circunstâncias, sem um comportamento rígido e fixo.

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: