Você está aqui
Home > Moda > Por que as meninas vestem rosa e os meninos vestem azul?

Por que as meninas vestem rosa e os meninos vestem azul?

Fallback Image

Equipe de moda e estilo do Grupo Ópera defende a mistura de cores para meninos e meninas na hora de se vestir

Um comportamento comum dos jovens hoje em dia consiste em compor seus looks com roupas coloridas. Influenciados pelas bandas que são febre entre a galerinha teen, muitos garotos entram nesta onda e passam a vestir calças jeans com lavagens nas cores rosa, roxa ou amarela; além de camisetas estampadas e coloridas. Mas afinal, esta moda põe fim ao antigo rótulo do azul para os meninos e o rosa para as meninas?

Há quem diga tratar-se de uma questão cultural o fato de na sociedade existirem padrões de cores ligados aos sexos. Ao ver um bebê vestido nas cores azul ou verde, por exemplo, logo se define seu sexo como masculino. Mas se estiver vestindo roupas nos tons de rosa, vermelho ou lilás, pode ter certeza tratar-se de uma menina.

Na opinião da Cool Hunter do Grupo Ópera Alessandra Boratto, a mistura de cores entre meninos e meninas representa uma grande evolução nos padrões de moda da sociedade. “Hoje todas as cores valem para meninos e meninas. Os meninos, por exemplo, podem usar camisas sociais, bem como polos cor de rosa”, comenta. Alessandra explica que não são as cores que definem se a roupa é masculina ou feminina, mas sim a modelagem das peças.

“Antigamente, uma camiseta de menino tinha a mesma modelagem da camiseta da menina, mas hoje a camiseta da menina tem manga bufante, é mais justinha, acinturada e mais curta, ou seja, completamente diferente da modelagem da camiseta masculina”, explica a caçadora de tendências.

A Consultora de Moda do Grupo Ópera Aline Vilhena acredita que a moda está mais livre, porém, ainda há preconceito, principalmente dos homens, em aceitar que seus filhos misturem cores. “Usaria roupas cor de rosa nos meus filhos, por exemplo, mas não sei se meu marido deixaria”, brinca a consultora. Aline aprova as marcas que ousam nas cores para os meninos e defende o fim do preconceito contra a maneira de vestir-se dos adolescentes, afinal, tem a ver com a personalidade de cada um.

“Acho que devemos dar a possibilidade para as pessoas começarem a entender que essa nova maneira de se vestir é legal. Mas sem obrigar ninguém a nada, pois tem gente que prefere investir no verde e azul e tudo bem! E agora com essas bandas atuais tão coloridas, acho que vamos entrar numa fase para acabar de vez com essa historia de cor de menino e cor de menina”, completa.

Para maiores informações: www.grupoopera.com.br

Similar Articles

Acima