Você está aqui
Home > Nutrição > Má alimentação estimula a proliferação do fungo da cândida

Má alimentação estimula a proliferação do fungo da cândida

Ao contrário do que muita gente pensa não é só o biquíni molhado, o sexo sem proteção, as calças apertadas e as mudanças hormonais que favorecem o crescimento e proliferação do fungo da cândida. Muitas mulheres apresentam a doença por conta da má alimentação, que torna o organismo ambiente preferido para os fungos e toxinas se proliferarem.

Cerveja, vinho, queijos, amendoim, pistache, castanha de caju e até alguns alimentos considerados naturais, como o milho verde e o côco ralado, podem afetar principalmente o sistema digestivo e ainda provocar desequilíbrio e distúrbios hormonais. E não pára por aí. As deficiências nutricionais, a função digestiva precária, os períodos de baixa imunidade e baixa energia corporal também estimulam o crescimento desses “bichinhos” famosos por causar uma secreção branca, coceira e até irritação na vagina.

Uma alimentação equilibrada e rica no consumo de peixes em pelo menos três vezes por semana e complementada com alho, cebola, azeitonas, azeite de oliva, hortaliças verdes, ervas, especiarias, semente de linhaça e produtos à base de soja como o tofu e o iogurte, melhoram e muito a função digestiva e o sistema imunológico e ainda ajudam a bloquear o caminho entre a cândida e o ambiente propício para o seu crescimento.

Os alimentos amigos das mulheres:

-peixe

-alho

-cebola

-azeitonas

-azeite de oliva

-hortaliças verdes escuras

-ervas

-especiarias

-semente de linhaça moída

-cereais integrais

-grãos

-tofu

-iogurte

Os inimigos:

-pão branco

-cafeína

-doces em geral

-bebidas alcoólicas

-cerveja

-vinho

-queijos

-amendoim

-pistache

-castanha de caju

Clínica Dr José Bento de Souza

Similar Articles

Acima