Você está aqui
Home > Atividade Fisica > Alongamento: relaxa e aumenta a flexibilidade

Alongamento: relaxa e aumenta a flexibilidade

Fallback Image

Nada melhor do que praticar exercícios para espantar o frio dessa época do ano. É justamente no inverno que o corpo sente mais falta de atividades que façam o organismo liberar calor. Mas, antes de colocar o esqueleto para aquecer, é necessário praticar um alongamento. A prática é essencial para o bom condicionamento do corpo e para o relaxamento dos músculos após a atividade física.

O alongamento é indispensável antes e depois de qualquer atividade. Quando o alongamento é realizado antes do treino, a musculatura fica aquecida o que evita surgimento de lesões durante a atividade. Já os alongamentos finais não deixam os músculos ficarem encurtados, o que prejudica a flexibilidade do corpo. Além disso, ao alongar-se antes de seguir para o vestiário, você elimina o ácido láctico, o que evita as dores musculares.

“É muito importante praticar o alongamento antes e, principalmente, depois dos exercícios físicos para proteger o corpo de lesões. A atividade aumenta a capacidade de distensão do músculo, o que melhora a flexibilidade e a mobilidade articular, facilitando a execução dos movimentos. O alongamento mantém os músculos maleáveis e faz com que a transição da inatividade para a atividade seja realizada sem sobrecarregar o corpo”, disse o professor de educação física da Saison Spa, Cláudio Victorino.

O alongamento deve ser feito, inclusive, entre os praticantes de esportes de longa duração como corrida, ciclismo e natação. Essas práticas fortalecem os músculos, mas diminuem a flexibilidade. Ao longo prazo, o encurtamento de fibras pode ocasionar problemas osteomusculares. A queixa mais freqüente encontrada tanto nos sedentários, como nos atletas, é a perda da flexibilidade, que causa dores lombares, por encurtamento da musculatura das costas e posterior das coxas, associado a uma musculatura abdominal fraca. Com a prática regular de alongamentos, os músculos passam a suportar melhor as tensões diárias e dos esportes, prevenindo o desenvolvimento de lesões musculares.

“Nascemos com boa postura, equilíbrio corporal e prontos para os movimentos. No entanto, conforme envelhecemos, a gravidade, a falta de exercícios e as atividades cotidianas repetidas – como dirigir ou carregar uma bolsa num ombro só – podem causar má postura. Por exemplo, se os músculos dos ombros estão comprimidos, suas costas podem ficar arqueadas; músculos abdominais enfraquecidos causam dor na lombar, pois a coluna tende a sobrecarregar-se ao compensar a ausência de sustentação da região abdominal. Alongar-se corrige a postura e fortalece os músculos de forma equilibrada, atuando nos dois lados do corpo. Ao liberar a tensão comprimida entre as camadas de músculos, ossos e articulações, o alongamento faz com que as artérias e veias mais profundas sofram uma descompressão, facilitando a chegada e o retorno sanguíneo e auxiliando a chegada de nutrientes, a retirada de resíduos pós-treino e, consequentemente, a recuperação muscular”, afirmou Cláudio.

Os alongamentos podem ser realizados toda vez que você sentir vontade. No trabalho, no carro, assistindo TV. Podemos e devemos nos alongar de manhã, antes de começar o dia, no final do dia para aliviar as tensões acumuladas, depois de ficar sentado ou em pé por muito tempo e, principalmente, antes e depois de atividades físicas. E, o mais importante: pode ser feito por pessoas de todas as idades, independente do condicionamento físico. O exercício pode ser feito, inclusive, durante uma pequena pausa no trabalho.

“O alongamento estimula o cérebro a liberar os “hormônios do bem-estar”, incluindo a serotonina. Essas substâncias, secretadas por glândulas, espalham-se por todo o corpo e nutrem os músculos e órgãos, fazendo com que você se sinta bem e revigorado. Enquanto o corpo e a mente relaxam, os batimentos cardíacos e a pressão sanguínea ficam estabilizados. Essa é uma das razões pelas quais alongar durante o trabalho é importante: é o momento ideal para recarregar as energias”, aconselhou o professor.

Para que o alongamento relaxe todos os músculos, assuma uma posição confortável, relaxando o músculo. Permaneça no mesmo sentido por até 30 segundos. Não segure a respiração, mantenha-se respirando de forma lenta e controlada.

Efeitos do alongamento:

– Ativa a circulação, ajudando a elevar a temperatura do corpo;

– Ajuda a liberar os movimentos bloqueados por tensões emocionais, reduzindo o estresse, fadiga e ansiedade;

– Reduz as tensões musculares e induz o corpo ao relaxamento;

– Previne lesões (distensões musculares);

– Melhora a postura, prevenindo dores;

– Reduz as tensões articulares provocadas por músculos muito encurtados, (principalmente em idosos ou indivíduos que se viciam em posições erradas no dia-a-dia);

– Propicia condições para melhoria da agilidade, força e velocidade, reduzindo a deterioração física associada com a idade.

 

 

Similar Articles

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Acima