Você está aqui
Home > Entretenimento > Nanoart 2012: Brasileiros participarão de exposição de Nanoarte em Israel

Nanoart 2012: Brasileiros participarão de exposição de Nanoarte em Israel

Fallback Image

Pesquisadores e técnicos do Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos da FAPESP – e do Instituto Nacional de Ciência dos Materiais em Nanotecnologia do CNPq-FAPESP, que participaram na Mostra Internacional On-line Nanoarte-2011, realizada em Nova York, nos Estados Unidos por foi Cris Orfescu, da Universidade de Nova York, irão expor suas obras em Israel.

O concurso em Nova York reuniu 149 imagens produzidas por 42 participantes de 12 países: Estados Unidos, Brasil, Alemanha, Canadá, Itália, Romênia, Holanda, Eslovênia, México, Grécia, França, e Luxemburgo, sendo selecionadas três imagens do CMDMC/INCTMN, para exposição.

As imagens que serão expostas são: Spirals Hematite, de Rorivaldo Camargo, Tenis Bol Silver Nanoparticles, de Ricardo Tranquilim e Dreams by Van Gogh e Status Quo de Enio Longo.

Nanociência está começando transformar a nanotecnologia e o esenvolvimento de uma variedade de inovações está iniciando agora. Algures entre sólidos e moléculas é no domínio das propriedades das nanopartículas que se espera uma diferenciação entre o estado sólido.

Na verdade, os materiais em nanoescala com pelo menos uma dimensão menor do que 100 nm apresentam propriedades extraordinárias, que muitas vezes não são observadas para os seus homólogos sólidos clássicos. A origem das alterações dramáticas nas propriedades físicas e químicas na dimensão nanométrica é um campo de interesse muito importante. No entanto, nanociência já nasceu no velho mundo. Na verdade, os nanomateriais são sintetizados em um número bastante grande em animais e bactérias, e eles têm sido utilizados por mais de 2000 anos como corantes na pintura, porque suas cores diferem em função de seus tamanhos e formas. O domínio das nanociências e nanotecnologias podem, assim, abrir uma porta de entrada para ver o mundo de dimensões em nanoescala.

Estas novas propriedades físicas e químicas ou fenômenos não só satisfazem a curiosidade humana, mas também prometem novo avanço na tecnologia. Então, Nanoart é uma disciplina que pode estar localizada em uma área de investigação em que convergem a arte, ciência e tecnologia. Os resultados obtidos com as nanoestruturas deram origem a Nanoart que foi criada pelos cientistas, por meio de produtos químicos e / ou processos físicos. Daí, podem

agora ser visualizadas a partir de ferramentas poderosas como a microscopia de força atômica. Desta forma, a utilização conjunta de ambos e da ciência é capaz de transformar os sistemas complexos de forma simples, de compreender a origem e, em seguida, o controle dessas propriedades conduzirá a aplicações inovadoras para atingirem as tecnologias avançadas.

O grupo sediado em São Carlos (SP) criou, em 2009, o Projeto Nanoarte, que transforma imagens obtidas a partir de nanopartículas de materiais cerâmicos em objetos pictóricos surpreendentes.

“A Nanoarte é uma expressão artística recente, surgida com a nanotecnologia. As imagens são de materiais em nanoescala, isto é, com dimensão um milhão de vezes menores que um milímetro, obtidas por intermédio de microscópios eletrônicos de alta precisão”, explicou Elson Longo, pesquisador da UNESP.

O que começou como um simples experimento deu tão certo que, inserido na pesquisa do centro, virou um projeto que envolve exposições de fotos, vídeos no YouTube e material didático para escolas do ensino fundamental e médio.

Projeto Nanoarte: www.cmdmc.com.br/nanoarte

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: