Você está aqui
Home > Beleza > Pernas sempre bonitas: laser no combate aos vasinhos

Pernas sempre bonitas: laser no combate aos vasinhos

Fallback Image

Os temidos vasinhos são dos inimigos mais comuns das mulheres que querem manter a beleza das pernas. Uma boa notícia é que os dermatologistas estão cada vez mais preparados para combater este problema com o uso da tecnologia. Uma das alternativas é o uso do laser.

De acordo com a dermatologista Christiana Blattner, existem equipamentos de laser vascular projetados exatamente para eliminar os vasinhos aparentes, que são bem fininhos, em geral ramificados e avermelhados.

Segundo a médica, diferente das varizes, que podem causar dores nas pernas, inchaço e, em casos graves, levar a outras inflamações, os efeitos dos vasinhos são principalmente estéticos. “As varizes são dilatações das veias e não podem ser eliminadas com o laser, que atua especificamente sobre os vasinhos, destruindo-os sem nenhum prejuízo ao organismo”.

Embora de consequências estéticas, os vasinhos incomodam bastante, principalmente entre as mulheres. “Como o tratamento hoje não traz incômodos, tem crescido bastante a procura pelo uso do laser”, explica a dermatologista, diretora da clínica Dermatolaser, em Campinas.

Predisposição genética é a causa mais comum para o aparecimento dos vasinhos. O aumento de hormônio no corpo, pelo uso de pílulas anticoncepcionais ou até uma gravidez, também favorece seu aparecimento. “Além disso, fatores como obesidade, tabagismo e sedentarismo facilitam o aumento dos vasinhos”, comenta Christiana Blattner.

No caso dos vasinhos, o laser vai eliminá-los em definitivo, mas novos vasinhos podem aparecer no futuro, especialmente em pessoas que tenham tendência para o problema. “Nestes casos, serão necessárias outras sessões futuras, para eliminar diferentes vasos”, explica a médica.

Como funciona o laser vascular

Os lasers vasculares de última geração agem somente sobre os vasos, sem danificar as estruturas da pele ao redor. De acordo com a médica Christiana Blattner, que já opera com um destes equipamentos recentes, conhecido como Vbeam, este é um avanço importante em relação a equipamentos anteriores. “Era comum pacientes que se submetiam a sessões de laser vascular apresentarem alguns hematomas nos dias posteriores ao procedimento. No caso do Vbeam, por exemplo, o tecido em volta é menos prejudicado. A luz do laser vira energia térmica dentro da pele e, por sua alta temperatura, coagula o vaso, destruindo-o sem causar nenhum problema, porque ele é reabsorvido pelo organismo”, explica.

“Se fôssemos comparar, os primeiros lasers vasculares agiam com uma ‘explosão’ rápida na pele, atingindo o vaso com muita força. Esse rompimento rápido dos vasos provocava posteriores hematomas. Atualmente, podemos usar um laser que, da mesma forma, atua profundamente eliminando os vasos, aquecendo a pele por mais tempo, porém com menor explosão. Ao deixar o tecido da pele com menos lesões, a recuperação é mais rápida, embora seja necessário um número um pouco maior de sessões.”

Outras aplicações:

O laser vascular também pode ser aplicado sobre o rosto, para eliminar vasinhos e outros problemas vasculares da face, como rosácea, mancha em vinho do porto e o hemangioma. “Além de manchas vermelhas de nascimento, incluindo as chamadas manchas de vinho do porto, hemangiomas, vasos e varizes, o laser vascular pode ser utilizado em cicatrizes e estrias, e doenças como psoríase”, esclarece a dermatologista Christiana Blattner.

De acordo com ela, o novo laser vascular também pode ser usado para deixar a pele mais bonita. O equipamento Vbeam, por exemplo, atua no rejuvenescimento da pele e fechamento dos poros do rosto.

Christiana Blattner – Médica Dermatologista CRM-SP 53850. Diretora técnica da Dermatolaser, clínica de dermatologia e tratamentos a laser de Campinas/SP.

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: