Você está aqui
Home > Relacionamento > Atividades extras infantis: aprendizado ou excesso de cobrança?

Atividades extras infantis: aprendizado ou excesso de cobrança?

Fallback Image

Coordenadora do Colégio Itatiaia dá dicas sobre como administrar a rotina das crianças sem sobrecarregá-las

Depois de passar horas na escola o agito toma conta do ambiente no momento em que a criançada ouve apenas um barulho: o sinal do colégio anunciando o término de mais um dia de aulas. Para uma parte da garotada este é o momento de esfriar a cabeça e se divertir com brincadeiras, outros ainda precisam reforçar o que aprenderam na lição de casa e outros, além de se divertirem, também vão participar de cursos extras.

As atividades extracurriculares estão cada vez mais presentes nas rotinas dos pequenos e a grande questão é: como não sobrecarregar a vida deles fora do ambiente escolar para não privá-los de seus momentos de lazer tão importantes nesta fase.

Mas a garotada não precisa deixar de praticar outras tarefas fora da escola, já que estas também são importantes para o desenvolvimento infantil, basta que não se cometam exageros: “A escolha da atividade deve ser feita com os pequenos para proporcionar prazer. Os pais não devem utilizá-las para premiar ou castigar os filhos”, afirma a coordenadora e pedagoga do Colégio Itatiaia, Carmen Adriana.

De acordo com Carmen o combate ao excesso de tempo livre não é um dos únicos motivos que favorecem os pais a sobrecarregarem a rotina dos filhos. “Algumas famílias pensam que as crianças têm as mesmas necessidades que nós adultos, se esquecendo de que criança deve ser criança”, afirma a coordenadora.

“Existem também diversos casos de crianças que ficam em atividades extras para que os avós ou empregados que cuidam dela possam aproveitar este tempo para cumprir seus compromissos como, por exemplo, organizar e limpar a casa”, diz Carmen quem ressalta que as atividades extras não podem ser usadas como solução para os problemas dos adultos.

A coordenadora pedagógica do Colégio Itatiaia aproveita para dar algumas dicas sobre o que pais devem fazer para administrar a rotina dos filhos da melhor forma possível:

· As atividades devem ser escolhidas em conjunto, porém é o adulto quem tem condição para decidir, fazendo com que a criança não fique sobrecarregada.
· Aposte em atividades que os colegas da escola da criança também façam, para que ela se sinta enturmada.
· Prefira os cursos que permitam uma aula experimental em conjunto para que a partir daí pais e filhos conheçam e definam o que fazer.
· Deixe momentos livres nos fins de semana para que a criança, através das brincadeiras, desenvolva suas emoções e inteligência.

Portanto, nada melhor do que um bom equilíbrio no dia a dia das crianças para que elas aproveitem um dos momentos mais gostosos da vida – que é o da descoberta através das brincadeiras – como também possa desenvolver suas habilidades e responsabilidades por meio de pelo menos uma atividade extra, além de aprender a interagir ainda mais com novas pessoas: “A criança descobre que a vida fora da escola também é prazerosa, e outra vantagem é a criança poder participar de outros grupos, conquistar novos amigos e conhecer coisas novas”, conclui Carmen.

Similar Articles

Leave a Reply

seventeen − 1 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Acima