Você está aqui
Home > Nutrição > Exagerou? Saiba como amenizar os incômodos após as ceias de fim de ano

Exagerou? Saiba como amenizar os incômodos após as ceias de fim de ano

Fallback Image

Nutricionista do Hospital Santa Virgínia dá dicas de como agir depois de abusar dos pratos gordurosos e das bebidas alcoólicas nas festas.

Quem resiste à mesa farta e a pratos caprichados comuns nas ceias de final de ano? Porém, a combinação desses dois atrativos – fartura e variedade – resulta, na maioria das vezes, em indisposição física e mal-estar estomacal, causados pelo exagero no consumo de alimentos e bebidas nas festas de Natal e Ano Novo.

Nesse período, as pessoas costumam comer alimentos com muito condimento que irritam a mucosa gástrica. Já o excesso de produtos defumados pode fazer subir a pressão arterial. Além disso, o consumo elevado de doces aumenta a glicemia, o que faz o indivíduo ganhar peso.

Mas se você acabou exagerando diante de tantas delícias, o importante é recuperar-se dos incômodos investindo em uma alimentação saudável, mais leve, com verduras, peixe e frango (cozidos, grelhados e assados), legumes, frutas e muita água. “Frutas e legumes são ricos em vitaminas e sais minerais e têm muita fibra que ajuda no bom funcionamento do intestino. E a água é o melhor líquido para devolver a hidratação do corpo”, esclarece a nutricionista do Hospital Santa Virgínia, Cláudia Itosu.

A profissional do HSV recomenda ainda, nos dias seguintes às ceias, evitar doces, alimentos condimentados e calóricos como frituras, carnes gordurosas, massas em geral, bebidas alcoólicas e refrigerantes.

“A prática de exercícios físicos é muito importante. Não deixe de fazer, pelo menos, uma boa caminhada durante esse período de festas. Procure espantar a preguiça e aproveite para se exercitar na academia”, aconselha a nutricionista.

Cuidado com dietas radicais

É muito difícil perder peso nessa época do ano. Por isso, a especialista do Hospital Santa Virgínia recomenda investir em uma alimentação que mantenha as medidas.

Nas ceias ou mesmo depois, prefira consumir carne mais magra (chester e peito de peru, por exemplo) e saladas que saciam a fome e diminuem a absorção de açúcar. “Invista também em frutas da época para a sobremesa e em bebidas como sucos naturais sem adição de açúcar. E lembre-se: evite bebidas alcoólicas, que são calóricas”, comenta Claudia.

Em relação às dietas radicais, a nutricionista faz um alerta: “Reduzir drasticamente a alimentação para perda de peso deixa o indivíduo com metabolismo mais lento, o que é não é benéfico para a sua saúde”.

Ela acrescenta que uma redução muito acentuada de calorias sinaliza inanição, e o corpo então retarda seus mecanismos internos. Assim, é comum surgirem reações como mais cansaço, dificuldade de aprendizagem, lentidão e fraqueza.

Similar Articles

Acima