Você está aqui
Home > Saúde > Reconheça o seu tipo de tosse

Reconheça o seu tipo de tosse

Fallback Image

tosse

A tosse é provavelmente o sinal mais comum da temporada de resfriados e gripe. Conheça os tipos, as causas, as diferenças e como tratá-las adequadamente

Agosto de 2013 – Com a chegada do inverno, as pessoas ficam mais suscetíveis as infecções respiratórias, gerando desconfortos como tosse, febre, dor de garganta e nariz congestionado. Quando se trata de sintomas de gripes e resfriados, existem dois tipos de tosse: a produtiva e a não produtiva.

Quando falamos de tosse, o paciente logo a associa o uso de xaropes para eliminar este incômodo, buscando, além do alívio, a resolução do problema. Entretanto, antes de optar por um tratamento é preciso entender que a ela possui características diferentes e consequentemente, os medicamentos possuem formulações distintas para cada uma delas. “Por isso é muito importante saber identificar as diferenças que irão ajudá-lo a escolher os corretos”, explica o Dr Hélio Osmo.

Tosse produtiva (presença de secreção)
Neste tipo de sintoma, normalmente o tratamento mais indicado é o uso de expectorantes, que fluidificam as secreções, permitindo que o corpo a expulse de forma mais fácil. O mais importante é limpar o pulmão e as vias aéreas que estão repletas de secreção, geralmente originadas por um processo infeccioso (gripes e resfriados).

Tosse seca (ausência de secreção)
Muitas são as origens da tosse seca (processo alérgico, irritativo, inflamação causada por gripes e resfriados, entre outros). A ausência de secreção indica que um estímulo nervoso reflexo é desencadeado por um fator mecânico periférico (agressor químico, físico ou biológico). O centro neurológico da tosse desencadeia uma resposta complexa que envolve dezenas de músculos localizados nas vias áreas que executam a expulsão do agente agressor. O tratamento indicado para este tipo de tosse é a adoção do uso de antitussígenos, que agem inibindo o reflexo da tosse desencadeado pelo centro da tosse.

Muitos xaropes para a doença podem ser comprados sem receita, mas é importante buscar a informação de um profissional da saúde sobre a utilização destes medicamentos e, principalmente identificar a origem da tosse. “É uma manifestação de defesa do corpo indicando que existe algum agente agressor”, completa.

Similar Articles

Acima