Você está aqui
Home > Diversos > Adotar um hobby contribui para uma vida corporativa mais saudável

Adotar um hobby contribui para uma vida corporativa mais saudável

Fallback Image

hobby-pintura

Agregar, em seu dia a dia, atividades que dão prazer torna-se fundamental para o sucesso profissional.

Outubro de 2013 – O ritmo de vida das pessoas está ficando cada vez mais agitado e as pessoas cada vez mais doentes e inflexíveis. Conciliar a rotina profissional com os afazeres domésticos; cuidar de marido e filhos; estar sempre pronta para tudo é apenas um dos motivos para que o corpo padeça. Desta forma, ter um tempo livre para relaxar e para fazer o que se gosta é fundamental. “O problema é conseguir adequar a rotina com isso e infelizmente, muitas pessoas acabam deixando de cultivar um hobby, só para não deixar de cumprir seus compromissos ou achar que ele será mais uma obrigação” – resume a escritora Ana Eduarda.

Ana Eduarda é uma das brasileiras que conseguiu conciliar a sua agitada vida profissional com uma paixão infantil. Executiva de uma multinacional do segmento de tecnologia em horário comercial, Ana Eduarda se dedica a escrever contos e histórias de ficção nas horas vagas. Sua paixão pela literatura e contos clássicos que começou na infância, a incentivaram para que ela passasse a escrever algumas histórias infantis, ministrar palestrar, até engrenar como escritora, com romances e aventuras focadas para o público jovem e adulto.

“Meu hobby acabou se tornando um trabalho. Ler, para mim, é fonte de imenso prazer. Quando resolvi colocar minhas próprias ideias no papel, foi pensando em pessoas que, como eu, adoram uma deliciosa história. E eu aproveito para explorar todo o tempo livre que tenho para fazer o que gosto e ainda relaxar”, afirma a escritora

Em 2001, lançou a Trilogia Enigma das Fronteiras, os livros são divididos em: Céu, Terra e Inferno, trilogia que provoca diversas reflexões e emoções sobre criaturas que estão cravadas no imaginário popular, além de batalhas entre seres do bem e do mal, e o amor entre duas pessoas (anjo e humana). O último livro da Trilogia, Inferno, será lançado no final do ano.

“A minha profissão exige uma postura mais séria e por isso, consigo escrever a trilogia com facilidade, já que são nestes momentos que consigo ser qualquer pessoa. Minha mente viaja para o mundo da ficção e consigo criar histórias que muitos dos meus amigos, não acreditam que saíram de mim”, brinca Ana Eduarda.

Similar Articles

Acima
%d blogueiros gostam disto: